17.1.06

Pelo sim, pelo não...

Esta acima nunca me aconteceu, mas esta seguinte já:
- Tem um quê?
- Blog.
- Quê?
- Oh tia, é uma coisa na internet...
- Na quê?
- [esgar de desespero].

10 comentários:

Ricardo disse...

Viva Fernando,

Com que então andas metido em maus caminhos! Nós, os teus amigos e companheiros, não queremos que pares. Mas, quem sabe, somos más influências, hehe

Abraço,

Fernando Bravo disse...

ricardo, vê-se logo que és de Esquerda: a culpa não é minha, são as más influências da Sociedade. E vê-se logo que eu sou mais liberal: desculpa, eu é que decidi, no uso da minha liberade, meter-me nisto!

Nisto, isto: o mundo de perdição bloguista em que andamos todos ;)

Abraço!

Ni disse...

Olá...

De uma escrita solitária, passei a uma escrita solidária, quando - há pouco tempo - senti que 'blogar' era navegar por águas salgadas e em permanente mutação. Águas vivas. Atlânticas e não pacíficas...
Este foi um dos primeiros blogs que conheci. E gostei.
...

As tias não sabem que existem blogs!
Eu não sou tia.
E sei que o teu blog existe e continuo a gostar.

Nina Castro

Armando S. Sousa disse...

É verdade que a grande maioria dos portugueses não sabe o que é um blogue.
Assim devem continuar as coisas, pois na minha óptica estão muito bem!
Um abraço

Fernando Bravo disse...

ni, como é bom ler as tuas palavras. Óptimo incentivo para manter "vivas" estas "águas". E para ir visitando, navegando, pelas poesias (em letra de forma ou em música, mas sempre certeiras) do teu lindo blog.

(mas no post não me referia às "tias" mas a uma tia minha real e concreta!)

armando, porquê?

Ricardo disse...

Fernando,

Até nos meus comentários irónicos - de que nem concordo com a substância - sou analisado ideologicamente, hehe. E essa da esquerda defender o laxismo e a desresponsabilização ia dar uma longa discussão...

Abraço,

Fernando Bravo disse...

ricardo, eu percebi o teu comentário, aproveitei para uma pequena picardia ideológica. A bem dizer, não acredito que a Esquerda defenda o laxismo e a desresponsabilização, mas antes que os seus excessos por vezes conduzem a isso. E também não sou neoliberal, apostando apenas na responsabilidade individual. Gostaria de me chamar social-liberal, mas isso seria entrar num campo movediço de designações, rótulos e etiquetas, nem sempre fáceis de definir...

Ideologias à parte, pelos vistos o mundo dos blogs é perigoso e pouco recomendável...

Pastor Caturra disse...

este blog é um lixo! pura diarréia mental! pára de ficar vomitando esterco na net!

Anónimo disse...

Tia alentejana

Fernando Bravo disse...

anónimo: não, é minhota (he, he, he)...