24.9.05

Soares animador de festas


Soares anunciou que se candidatava a Presidente para combater o desânimo dos portugueses. Eu não quero um Presidente que anime, se não votava num dos Gatos Fedorentos ou no vocalista dos Ena Pá 2000!!

Não há dúvidas que as próximas eleições presidenciais vão permitir aferir a saúde mental dos portugueses...

15 comentários:

Ricardo disse...

Viva Fernando,

Uma vez que ninguém ainda me conseguiu explicar porque é que Cavaco tem perfil para Presidente, que ideias e ideais defende e que é que já disse que o façam estar à frente das sondagens pode ser que consigas esclarecer isso.

Soares não é o candidato ideal. Foi um bom Presidente da República (a sua interpretação do cargo é mais ajustada, no meu ponto de vista, que a de Sampaio) mas precisávamos de renovação e isso não está a acontecer. Mas esse é um mal dos dois candidatos. Mas não contes com Soares para bombo da festa porque ele já provou que consegue motivzar os portugueses e a grande questão é se ainda o consegue. Duvido mas dou o benefício da dúvida. Cavaco já não posso criticar ou elogiarporque não sei o que defende nem ao nível político (linha Reagan/Tatcher?) nem para o cargo.

A nossa saúde mental vai estar é em risco com estas candidaturas mas enfim...

Abraços democráticos,

O Raio disse...

Francamente não gosto lá muito do Soares pois foi um dos motores da nossa integração na então CEE e é um adepto ferrenho da integração europeia.
Mas, entre o Soares e o Cavaco creio não haver razões para dúvidas. Quer se queira quer não Soares é um mal menor.
Cavaco é internacionalmente um desconhecido, não tem influência em nenhum lado.
Além de que ninguém sabe o que é que ele pensa sobre o cargo de presidente da república. Como acha que está por cima prefere não falar, nem sequer admitir que é candidato, para não estragar o seu score.
Pessoalmente acho que ele vai ter uma surpresa muito desagradável o que será uma boa notícia para portugal.

Fernando Bravo disse...

ricardo, quanto ao perfil, penso que a sua seriedade e, sobretudo, rigor, nos asseguram que tem esse perfil. Quanto às ideias e ideais, teremos de esperar pelo anúncio de candidatura. Claro que os 10 anos em que foi 1º Ministro nos dão umas dicas. O que o faz estar à frente das sondagens não sei, mas imagino que terá precisamente a ver com o que disse sobre o perfil. Não conto com Soares para bombo da festa e sei que fará uma boa campanha (embora esteja a contar com alguns excessos, porque ele nunca foi de se conter nos discursos eleitoralistas).

raio, isso da influência internacional de Soares parece-me claramente exagerado. Por vezes querem fazer-nos crer que ele é tão conhecido como Helmut Kohl ou Felipe González. Não é. E a política internacional está mais relacionada com interesses do que notoriedade. Além do mais, Cavaco foi 1º Ministro durante 10 anos e terá os seus conhecimentos...

Abraços!

Ricardo disse...

Fernando,

Que Cavaco é sério e rigoroso não tenho dúvidas! São excelentes qualidades para um Ministro das Finanças. Um Presidente da República tem um perfil diferente... tem que ser dialogante, criar consensos e projectar Portugal... e são nestes pontos que o cinzentismo de Cavaco não me convence.

Depois ando irritado com a aura de Dom Sebastião que Cavaco deixa alimentar. Eu não quero que parta de Belém orientações para a política económica. Isso não é o espírito do cargo!

Abraço,

Freddy disse...

É...Acho q vai ser bem Alegre!

Abraço da Zona Franca

O Raio disse...

Caro Fernando,

A influência internacional de Soares é um facto. A falta de influência do Cavaco também é um facto. Foi Primeiro Ministro durante dez anos mas desapareceu de cena há treze anos. Internacionalmente ninguém o conhece.
Ora, com esta história da União Europeia, o Governo de Portugal passou para segundo plano. Só lhe resta obedecer e calar...
Mas um Presidente conhecido e interveniente é importante pois o importante é fazer lóbi internacional pelos interesses de Portugal e nisso o Soares é mestre.
Como disse não gosto do Soares, acho-o demasiado europeu para o meu gosto, mas de todos os possíveis candidatos é o único capaz de defender os nossos interesses internacionalmente.
E é por isso que, a contragosto, irei votar nele.

Um abraço,

i disse...

Bom dia a todos!
Gostava de colocar aqui uma questão: Vivendo como vivemos, num país democrático, e supondo que nenhum dos candidatos nos agrada plenamente, fará algum sentido que votemos "a contragosto"?
Não me parece que devamos deixar de exercer o nosso direito de voto, mas suponho que possam ser encontradas soluções paralelas...
Acho também que às vezes mais vale andar-se por uns tempos no anonimato, longe das luzes da ribalta e de certa forma a planear e trabalhar um futuro, do que, pelo contrário, andar bem debaixo dos focos mediáticos a dissertar sobre coisas que muitas vezes ninguém quer realmente saber, pela sua enorme demagogia ou (pelo menos aparente) distância da realidade social.
A nossa saúde mental vai ser aferida e a qualidade do nosso futuro também!
Esperemos para ver!
Cumprimentos,

Fernando Bravo disse...

ricardo, soares dialogante (pensava que essa palavra tinha saído da política com o guterrismo de má memória...) e capaz de criar consensos? Só se lhe interessar! Basta ver a oposição que fez ao Governo durante a sua 2ª presidência. Pode-se até achar que ele tinha razão e que esse Governo não prestava, o que não se pode admitir é que o Presidente da República, que deve ser imparcial e pensar no bem do país, fosse um foco permanente de oposição e agitação face a um governo com um mandato de maioria absoluta!

raio, mantenho a minha: acho essa suposta influência internacional de Soares largamente exagerada.

i (+ raio), há uma boa alternativa a votar a contragosto: votar em branco.

Abraços!

Ricardo disse...

Fernando,

Desculpa a insistência mas não achas cada vez mais óbvio que sempre que eu faço uma pergunta sobre o perfil de Cavaco, sobre estar a concorrer a Ministro das Finanças, sobre as ideias para o cargo só saibas responder atacando ... Soares.

Não achas que isso merece alguma reflexão?

Abraço,

i disse...

Caro Fernando:
Era exactamente isso que estava a querer dizer ao Raio... "soluções paralelas" = voto em branco;
O voto a "contragosto" não serve como expressão de qualquer vontade!
No que me diz respeito, já defini para quem vai o meu voto... Estou contigo!
Bjos,

Fernando Bravo disse...

ricardo, eu respondi: "quanto ao perfil, penso que a sua seriedade e, sobretudo, rigor, nos asseguram que tem esse perfil. Quanto às ideias e ideais, teremos de esperar pelo anúncio de candidatura. Claro que os 10 anos em que foi 1º Ministro nos dão umas dicas." Ataco o Soares porque acho que ele tem muito para atacar ;)

i, obrigado por estares comigo no que toca ao voto, mas eu ainda não tenho 35 anos e, por isso, não me candidato às presidenciais (just kidding, eu percebi o que querias dizer). Bjs

O Raio disse...

Caro Fernando,

Votar em branco vai contra os meus princípios. Nunca o fiz e não é agora que vou começar.
Além de que não existem eleições com candidatos ideiais. O único candidato possível com que eu concordaria totalmente era eu. E eu não sou candidato.
Portanto numa eleição acabamos sempre por votar num mal menor.
E, nesta eleição qual é o mal menor?
Creio ser o Soares. Tem o gravissimo defeito de nos ter metido na CEE e até de se ter declarado federalista. Mas é um político que se manteve na vida política activa e deve ser o mais conhecido dos políticos portugueses. Quanto muito é ultrapassado pelo Durão Barroso devido ao cargo que este ocupa mas não tem a imagem tão degradada como Durão Barroso (o José Barroso) que tem tido uma péssima prestação no cargo que ocupa, prestação essa que já fez esquecer as desgraças do Prodi, seu antecessor.
E, a influência internacional é uma das funções mais importantes de um Presidente da República. Comparar Soares na sua influência internacional com um obscuro professor de economia, sem obra científica que se veja e que foi Primeiro Ministro de um país como Portugal há dez anos é ridículo.
Experimenta ir ao Google e procurar por "Mário Soares" OR "Mario Soares" e encontras 315.000 ocorrências. Vai depois procurar por "Cavaco Silva" e encontras menos de metade (179.000).
Mais, repete a busca mas agora só em inglês. Encontras 14.300 para Cavaco Silva e 20.900 para Mário Soares.
E até em chinês (simplificado), encontras 22 ocorrências para Cavaco Silva e 798 para Mário Soares!

Um abraço

Fernando Bravo disse...

Também no Google, em inglês
Felipe González: 2.210.000
Helmut Kohl: 2.260.000

Momenti Nostri disse...

Olá!
Sou a Maria. Maria que não vai com as outras («Mas sei que não vou por aí!»), Maria que ama Portugal (chamem-me tonta, não faz mal!), Maria que tem o sorriso fácil, porque rir é um dos meus grandes prazeres, Maria-menina-mulher, que chegou à fase de já saber o que não quer!
Não quero sentir a desilusão de ouvir pessoas com memória dizerem.'Isto está pior do que no tempo do *******' (não digo o nome do aludido - não confundir com iludido - porque temo que termine em '-azar'). Não quero ouvir jovens dizerem-me que estudar não vale a pena, porque no fim terão exactamente o mesmo emprego: nenhum. Não quero ter vontade de emigrar, não quero. Tenho alma de andorinha, mas sempre passei por cá os Invernos!
Que Portugal, rubro e verde, se torne Alegre, não para distracção, mas por união.

Maria, eternaMENTE potuguesa e amante deste povo.

Fernando Bravo disse...

Olá Maria, também não gosto de pessimismos exagerados. Mas que Portugal se torne Alegre, com maiúscula, também não... ;)