26.12.05

Animais abandonados

O Natal é uma época de belas palavras e intenções. Quem quiser passar à prática, aqui fica uma sugestão (vinda da Menina Marota).

Boas Festas!

6 comentários:

Ricardo disse...

Viva,

Não vou seguir a sugestão! Não tenho animais por opção ... não os abandono mas também não os adopto. No dia em que resolver ter um sigo a sugestão!

Realmente se "somos" (nós, os seres humanos) capazes de abandonar os velhos nesta quadra num hospital não fico surpreendido com o abandono de animais.

Abraço,

Menina_marota disse...

Bem... e, reportando-me às palavras do Ricardo, quem deixa os velhos no hospital, pelo menos estão abrigados e protegidos, enquanto os animais ficam na rua, sujeitos a tudo e mais alguma coisa!
Sobre os velhos "abandonados" isso seria um tema que merecia uma "conversa" mais profunda.
Por vezes é melhor tê-los no hospital com os cuidados certos, de que em casa completamente abandonados!
Porque com a vida que corre e os cuidados que eles precisam, nem todos têm meios para dar os cuidados necessários e obrigatórios. E mais vale, deixá-los num hospital, no que entregues a si próprios, abandonados e doentes, como já vi alguns casos e, de pessoas insuspeitáveis, só para não gastarem dinheiro!

E, não acreditemos na solidariedade social! É uma fantasia, temas para debates em TV, que não passam de uma utopia, porque se a família não tiver dinheiro para os tratar, para poder pagar a alguém que trate convenientemente deles, é ver tudo a fugir com as responsabilidades!

Este é um assunto em que sou muito crítica, e peço desculpa pela dureza das minhas palavras, neste local, mas a verdade muitas vezes não é aquela que se apregoa! E, eu sei do que falo!

Por isso, meu caro Ricardo, zele tanto pelos animais, como pelos velhos. Ambos merecem!

Um abraço e feliz entrada em 2006

Freddy disse...

N te sabia leitor da Marota...

Abraço da Zona Franca

Ricardo disse...

Menina Marota,

Precisamente por zelar pelos animais não tenho nenhum! Aliás é um pressuposto essencial para termos um animal termos condições e tempo para podermos tratar bem o animal que temos em casa. Não é o meu caso!

Quanto aos idosos é um tema que, infelizmente, conheço bem. E se compreendo que há situações limite de desgaste psicológico e físico com idosos já fico algo incomodado quando são abandonados por questões de lazer. Mas concordo que mais vale deixá-los num hospital que abandoná-los em casa. E não quero ser radical ao ponto de dizer que. por vezes, precisamos dumas "férias" dos idosos, independentemente de ser ou não capaz de o fazer (porque no limite somos capazes de tudo em situações de desespero). É um problema complexo.

Um abraço e feliz entrada em 2006

Ricardo disse...

onde está "precisamos" leia-se "não precisamos"!

Fernando Bravo disse...

ricardo e menina marota, parece-me que ambos têm razão - chegam é ao mesmo destino por caminhos ligeiramente diferentes. Devemos, claro, tratar bem os idosos. Devemos, claro, tratar bem os animais. Devemos reconhecer que nem sempre é fácil fazer uma e outra coisa. Devemos ser cautelosos a julgar quem não o faz.

Mas devemos ser implacáveis com quem, podendo, não os trata bem. E com quem, não podendo, não busca uma solução digna com esforço e empenho totais (até porque se assim for, tem boas hipóteses de ser bem sucedido).